Dom Pedrito – Juvenil do Alma Gaúcha está entre os vinte melhores grupos do Estado

    53eb7914.jpg

    A 12ª edição do Concurso Estadual de Danças Tradicionais da Categoria Juvenil – JuvEnart, terminou na madrugada desta segunda-feira (11) no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). 

    Os grandes vencedores foram conhecidos por volta das 5h da madrugada desta segunda-feira, depois da apresentação dos trinta grupos finalistas. Ao total, noventa e três invernadas juvenis participaram desta edição que iniciou na noite de quinta-feira (7).

    Os jovens do Departamento Cultural Alma Gaúcha (DCAG) em meio ao grande número de grupos participantes de todo o Estado, acabou ficando na 18ª colocação e entre os 20 melhores grupos do Rio Grande do Sul. Mais uma vez o DCAG representou de forma brilhante os pedritenses. 
    As coreografias de entrada e saída ficaram a cargo de Fabinho Rosa e Dienifer Muller da cidade de Ijuí. "Para ser bem sincero minha vida de coreógrafo de Enart se iniciou a partir do convite do mestre Toni Sidi Pereira, professor do DCAG, e desde então só foi. Hoje tenho mais de quarenta coreografias no Estado e devo isto ao Alma Gaúcha. Só queria morar mais perto para fazer parte com minha prenda sempre desta família. Minha alma é gaucha e meu grupo do coração é o Alma", relatou o coreógrafo.

    Abaixo confira o que disseram alguns dos componentes do grupo à nossa reportagem.

    Dyessica Rostirolla
    Ser finalista não tem explicação, a felicidade que sentimos foi muito grande até porque naquele momento projetamos toda a nossa trajetória durante esses quatro anos no JuvEnart, um evento com noventa e três participantes, oito blocos, cada bloco tinha em torno de onze a doze grupos. Gritar “é finalista” em um tablado em que só dançam grupos grandes, é se sentir grande também, uma oportunidade que não tínhamos vivenciado ainda, mas que sabíamos que faltava pouco para realizarmos. O sonho de passar na final do JuvEnart foi realizado, agora queremos muito mais, quem sabe ficar entre os dez. Hoje eu posso dizer que somos a prova de que se persistirmos e acreditarmos em nossos sonhos, eles podem sim se realizar. Obrigada a Deus e a todos as pessoas que construíram e realizaram este sonho conosco.

    Gabriel Cordero
    Depois de três anos lutando juntos, praticamente com o mesmo grupo, conseguimos ser finalistas do JuvEnart. Não tem explicação o sentimento, é uma coisa que só quem dança entende. A sensação de chegar em casa e ver o nome do teu grupo entre os melhores do estado não tem preço. Agora só espero reconhecimento das pessoas, dos outros grupos, enfim, nosso trabalho está feito e o Departamento Cultural Alma Gaúcha é o 18º colocado do Estado, em uma competição onde haviam cerca de cem grupos inscritos. Agradeço o esforço dos dançarinos, professores, pais, todos que estavam do lado de fora dando apoio. Esse ano tudo valeu a pena, muito obrigado

    Izadora Soares Oliveira
    Ter passado para a final, para mim foi uma grande conquista, e um sentimento inexplicável, foi o momento em que vi que todo esforço e horas de ensaios valeram a pena. Espero que agora o grupo continue cada vez mais unido, todos lutando pelo mesmo objetivo, daqui para a frente na final.

     

    Pedro Thiago Roque
    Foi um marco na minha vida como dançarino e para a história do DC Alma Gaucha. Na minha vivência representa o ápice da dança que pude participar, já que era um sonho do qual trabalhamos muito para concretizar há vários anos. Daqui para frente espero cada vez mais empenho, pois somos um grupo capaz de grandes feitos, e como fomos amparados pelos finalistas do Enart da adulta de nosso grupo, só tendemos a crescer em dança.

     

    Eduarda Mello
    Ser finalista do JuvEnart pela primeira vez é uma emoção e uma alegria fora do comum, é a realização de um sonho que não foi conquistado de uma hora pra outra, é um sonho que há quatro anos vínhamos buscando. Esse momento representou para mim, que todo o esforço valeu a pena, que cada fim de semana de ensaio não foi em vão, isso representa pra mim a realização do meu maior sonho.

    Reportagem: Elliézer Garcez
    Jornalista responsável: Marcelo Brum – MTB/RS 84.490 – FENAJ 8202
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br