Bagé tem desafio contra o Inter na final da Segundona

    (Foto: Yuri Cougo)

    Nos últimos sete dias, o torcedor jalde-negro viveu um clima de festa que há muito tempo não se via nos corredores do estádio Pedra Moura. Depois do histórico acesso diante do Três Passos, a equipe conseguiu superar o Igrejinha, nos pênaltis, e se classificou para a final da Segundona. No confronto decisivo, eis um grande adversário: o sub-23 do Inter, conhecido popularmente como “Inter B”, invicto na competição. Mesmo que o favoritismo seja dos colorados, o Bagé provou durante o certame que pode reverter quadros desfavoráveis. E se, por acaso, o título vier para o time de Porto Alegre, é preciso que o torcedor aplauda de pé esses jogadores, que colocaram novamente o clube na Divisão de Acesso. As informações são do Jornal Folha do Sul.

    Ontem, o grupo recebeu folga devido à longa viagem de 460 quilômetros até Igrejinha. Hoje pela manhã, os atletas retomam os treinamentos, visando o primeiro jogo da final, na quinta-feira, às 11h, em Porto Alegre. Independente do resultado, o técnico Geverton Duarte comemora o feito. “Para mim, somos os campeões da Segunda Divisão”, relata. A fala leva em consideração apenas as equipes do interior. Sobre o jogo contra o Igrejinha, Duarte afirma que o Bagé mereceu a classificação, em função da postura que adotou durante os 90 minutos. “Jogamos contra uma equipe extremamente violenta, que nas duas partidas não procurou jogar futebol. Não ganhamos no quesito de fazer gols, mas tivemos competência nos pênaltis. Se tivesse que pedir a Deus, talvez não seria tão perfeito, mas temos que seguir com os pés no chão”, enfatiza.

    Para a série de dois confrontos com o colorado, Duarte espera o apoio do torcedor. “O grupo entendeu minha filosofia simples de trabalho. E a direção contratou muito bem. Pegaremos uma equipe grande e o torcedor tem que estar conosco. Mas se perdermos, tem que ter felicidade pela dignidade que os atletas tiveram dentro de campo”, pontua.

    Cris Magno reforça para copinha
    Em meio a fase final da Segundona, a direção jalde-negra confirmou à reportagem o primeiro reforço para a Copa Paulo Sant’Ana. Trata-se do meia Cris Magno, 23 anos, que disputou a Divisão de Acesso pelo União Frederiquense. O jogador passou pelo Guarany, em 2016, sendo um dos destaques do título da Segundona, e assina com o abelhão por um ano. Se os demais permanecerem, Magno será o sétimo atleta no Pedra Moura que fez parte do elenco alvirrubro de 2016. Os outros são Gustavo Nogy, Bruno Barbosa, Bruno Freitas, Ângelo, Matheus Damasceno e Castilho.

    No currículo, Cris Magno também têm passagens por Canoas, XV de Novembro, Gaúcho, Passo Fundo e Atlético Goianiense. O atleta, vale lembrar, tinha acertado com o Bagé no início de 2016. Contudo, se transferiu para o Atlético Goianiense e, posteriormente, veio parar no Guarany. Conforme o presidente Rafael Alcalde, nos próximos dias, mais dois nomes devem ser anunciados.

    Jornal Folha do Sul